sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

DEVERES DOS FILHOS



A delicadeza e a afeição não corresponderão à grandeza dos gestos de sacrifício e da abnegação demoradamente recebidos...

Existem genitores que apenas procriam, fugindo à responsabilidade.

Não compete, porem, aos filhos julgá-los com severidade, desde que não são dotados da necessária lucidez e correção para esse fim.
Se fracassaram no sagrado ministério, não se furtarão à consciência, em forma da presença da culpa neles gravadas.

Auxiliá-los por todos os meios ao alcance é mister indeclinável, que o filho deve ofertar com extremos de devotamento e renúncias.
A ingratidão dos filhos para com os pais é dos mais graves enganos a que se pode permitir o Espírito na sua marcha ascensional.

A irresponsabilidade dos progenitores de forma alguma justifica a falência dos deveres morais por parte da prole.
Ninguém se vincula a outrem através dos vigorosos liames do corpo somático, da família, sem justas, ponderosas razões.

Desincumbir-se das tarefas relevantes que o amor e o reconhecimento impõem - eis o impositivo que ninguém pode julgar lícito postergar.
Ama e respeita em teus genitores a humana manifestação da paternidade divina.
Quando fortes, sê-lhes a companhia e a jovialidade; quando fracos, a proteção e o socorro.

Em qualquer situação ou circunstância, na maturidade ou na velhice, afeiçoa-te àqueles que te ofertaram o corpo de que te serve para os cometimentos da evolução, como o mínimo que podes dispensar-lhes, expressando o dever de que te encontras investido.

TÍTULO.: Deveres dos FILHOS
POR.: DIVALDO PEREIRA FRANCO
PELO ESPÍRITO DE Joanna de Ângelis
DO Livro: Leis Morais da Vida

3 comentários:

  1. Olá,Lindinha:
    Dedico um selinho do meu bloguinho para você com muito carinho...:)
    Segue o link: http://meumundinholouco.blogspot.com/2012/02/do-meu-mundinho-louco-para-voce.html
    Beijos, Elaine

    ResponderExcluir
  2. Lindo texto.
    Hoje em dia vemos tanto disparates em relação a família.
    Minha mãe foi um presente dado a mim por 17 anos, sinto ela até hoje, mais um saudade imensa dela fisicamente, minha amada avó foi outro presente que povoou meu mundo pelos 96 anos de vida dela e pelo meus 40, meu pai me brinda com sua força e superação todos os dias. Sou muito grata pela oportunidade dessa vida. Mais fico realmente triste pois não vejo esse valor de outras pessoas e, todos os dias vemos nas reportagens filhos assassinando mãe, pai, só por que não concordava com isso ou aquilo, A falta de amor, de limites, de comunicação esta levando o ser humano por caminhos sem luz.
    Vamos continuar orando para que isso mude.

    Beijinhos de luz.
    Lua.
    http://naturezadeluanegra.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Amiga,
    Bom fim de semana!
    Beijinhos.
    Minas

    (⁀‵⁀,) ✿
    .`⋎´✿✿¸.•°
    ✿¸.

    ResponderExcluir

Não se Preocupe! Os comentários aparecerão em breve.