terça-feira, 8 de março de 2011

JOÃO DE DEUS – O FENÔMENO QUE COLOCOU ABADIÂNIA NO MAPA


O médium João de Deus escolheu uma pequena cidadezinha do cerrado goiano para trabalhar depois de uma mensagem psicografada pelo médium Chico Xavier.
A pequena Abadiânia é cortada pela rodovia BR-060 e fica exatamente no meio do caminho entre Brasília e Goiânia. Apesar de os dois enormes letreiros no canteiro central da rodovia indicarem o nome da cidade, é bom ficar atento para não parar na vizinha Anápolis. O alerta vale, principalmente, para quem viaja de ônibus pela empresa Araguaína, que faz a linha Brasília-Anápolis. "Tem que avisar ao motorista que você vai descer em Abadiânia. Lá não tem rodoviária", avisa uma passageira. A cidade não chega a 13 mil habitantes e sequer tem hospital. Em caso de emergência, o socorro é mesmo em Anápolis, a 40 quilômetros de distância.

Mas é em Abadiânia que as pessoas, muitas vezes desenganadas por médicos, apelam ao que, talvez, seja o último fio de esperança: um tratamento espiritual com o médium João Teixeira de Faria, o João de Deus. O médium é conhecido mundo afora por realizar procedimentos cirúrgicos sem o uso de anestesia na Casa Dom Inácio de Loyola, fundada por ele em 1976 - local que foi construído por sugestão do médium Chico Xavier, depois de uma mensagem psicografada por ele, atribuída ao espírito de Bezerra de Menezes, famoso médium cearense do século XIX.

A reportagem da revista Star foi a Abadiânia com o objetivo de mostrar ao leitor quem é João de Deus e o que há de realismo nas intervenções feitas por ele na Casa Dom Inácio. Cético, a ideia inicial deste jornalista era narrar sem paixão o que fosse apurado por ele em Abadiânia. No entanto, por conta de uma formidável e espantosa experiência, sinto-me na obrigação de trocar a narrativa por um depoimento.

Cirurgia Espiritual nos olhos?
Logo no primeiro contato que tive com o médium João de Deus percebi que aconteceu comigo um fenômeno que pode ser chamado de cura espiritual. Sem que o médium tocasse em meus olhos, houve uma inexplicável melhora do pterígio – crescimento de tecido fibrovascular sobre as córneas – que acomete tanto meu olho esquerdo, quanto o direito. A doença me acompanhava há mais de 25 anos. Além da constante irritação que deixa os olhos avermelhados, o problema evoluía de forma gradativa e até poderia gerar complicações mais sérias no futuro. A solução, segundo o oftalmologista Ricardo Guimarães, a quem entrevistei na edição 94 da Star, seria um procedimento cirúrgico.
Antes mesmo de chegar à Casa Dom Inácio, numa ensolarada tarde de quinta-feira, notei vestígios da fama de João de Deus. Uma cura atribuída a ele pelo caribenho Aubin Yves foi eternizada com um depoimento escrito em um muro, em agradecimento a uma cura. Aubin tinha paralisia desde 2005 e necessitava de cadeiras de rodas para se locomover.

Dizer a verdade é a única exigência.
A autorização para registrar os trabalhos na Casa Dom Inácio foi concedida para o dia seguinte. Cheguei ao local antes das 7 horas. Mas havia uma condição para fazer a reportagem: "Peço, em nome de Jesus, que você ‘pregue’ o que sair do seu coração e da sua alma. Eu quero que você ‘ponha’ a verdade", exige João de Deus.
A casa onde o médium realiza seus trabalhos espirituais é ampla. A construção principal é divida em um grande salão e três salas menores. As paredes são pintadas de azul e branco. Imagens de Jesus Cristo, Nossa Senhora de Fátima, santo Inácio de Loyola, Madre Tereza de Calcutá e entidades incorporadas por João de Deus se destacam no ambiente. Um monitor de LCD, instalado na parede do salão, exibe imagens de cirurgias sem anestesia realizadas pelo médium incorporado. O mesmo salão é usado para cerimônias de casamento e batismo.


Na área externa da Casa Dom Inácio funcionam farmácia, administração, cantina, biblioteca e espaço para meditação, além de um estacionamento. A maioria das pessoas é estrangeira. A cor predominante das roupas é branca. Filas são organizadas, mas não seguem uma ordem lógica para primeira ou segunda consulta. O critério também não é a ordem de chegada, mas idosos, mulheres grávidas ou com crianças de colo, e pessoas de cadeiras de roda têm prioridade.

“Se você não se concentrar, não receberá nada”
Eu não cogitava fazer nenhuma consulta ao médium, em causa própria. Mas, para minha surpresa, sou convidado a entrar uma sala de energização. Acomodo-me em um banco de madeira, a uma pequena distância da cadeira de espaldar em que João de Deus sentaria para realizar suas consultas. Meu ceticismo não me deixa fechar os olhos. De repente, uma voz firme me adverte: "Se você não se concentrar, não receberá nada", era João de Deus que, em transe, passava vagarosamente à minha frente.

Com os olhos fechados, consigo não pensar em nada por alguns segundos. Uma leve sensação de coceira nos olhos começa a me incomodar. Depois fica insuportável, mas cessa. Os trabalhos na Casa Dom Inácio são interrompidos às 11h para o almoço. Uma sopa é oferecida gratuitamente e em seguida volto à pousada onde estava hospedado, a dois quarteirões da Casa Dom Inácio. 
Ao lavar o rosto, fico em estado de choque: o pterígio do meu olho direito fora reduzido pela metade.



INCRÍVEIS DEPOIMENTOS DE CURAS.
Às 14h, os trabalhos de João de Deus são retomados. Venço minha resistência inicial e submeto-me a uma consulta. "Você viu que limpei seus olhos?", diz João de Deus, incorporado por uma entidade. "Mas como você não está vestido com roupa adequada, não fiz a cirurgia. Volte com roupa apropriada, que eu faço a cirurgia (espiritual)".

Muitas experiências impressionantes de curas atribuídas às entidades que incorporam João de Deus são impressionantes. Um dos exemplos é da norte-americana Regina Willians, que se emociona ao lembrar os motivos que a levaram a Abadiânia. "Há doze anos tomei oito pílulas de uma droga para emagrecer chamada Fen-phen. Ela provocava morte em algumas pessoas. Causava hipertensão pulmonar primária, uma doença que ainda não tem cura. Através de amigos acabei aqui em Abadiânia. Eu estava vivendo graças a uma máquina que estava em meu rosto e forçava o ar em meus pulmões. Meus rins já tinham parado de funcionar e os médicos estavam tentando me manter confortável até meu coração parar de bater", revela.

Regina diz que os médicos não podiam mais ajudá-la. "Na noite em que cheguei, parei de respirar. Eles rezaram e eu respirei fundo algumas vezes e a entidade me fez uma cirurgia espiritual. No final da semana, todas as pessoas que estavam comigo foram embora, mas a entidade sugeriu que eu ficasse. Eu fiquei. E eles salvaram a minha vida. Dois ou três meses depois, não precisava mais do respirador, quase não precisava tomar mais medicações e meus rins começaram a funcionar novamente. Depois de dez anos de minha cura, ainda estou aqui, em Abadiânia. E estou viva".

O grego Anastasio Bakratsas também diz que se livrou problemas depois de uma cirurgia espiritual. "Já havia feito cirurgias pelas circunstâncias normais da medicina, mas não funcionaram em mim. Aqui, minha espiritualidade e minha crença em Deus ficaram mais fortes. Milagres acontecem aqui e é nossa crença que também suporta esses milagres. Todos somos especiais e temos que encontrar essa especialidade. Este lugar é milagroso", aposta.

Médium diz que quem Cura é Deus
Depois de sofrer duas vezes Acidente Vascular Cerebral (AVC), passar por três cirurgias no cérebro, perder ¼ do cérebro, 80% do pâncreas, o baço e a vesícula, o fazendeiro de Ituiutaba-MG, Dráuzio Borges Vieira, tinha tudo para ficar em estado vegetativo, mas se recuperou depois se tratar na Casa Dom Inácio. "Vim por curiosidade e acabei operado espiritualmente e fiz os meus tratamentos. Logo depois comecei a largar os remédios que eu tomava como Gardenal, Hidantal, Rivotril e Depakene. Não tenho mais problema algum e não fiquei aleijado. Cheguei aqui em 1986. Faço tratamento com medicina convencional e continuo vindo à Casa. Outra coisa impressionante é que a minha esposa não podia ter filhos, e hoje, nós temos dois maravilhosos".

João de Deus não admite para si o poder da cura. "Eu não sou responsável por nada. Foi Deus quem me deu esta missão", prega. E, a cada semana, mais e mais pessoas o procuram, em busca de alívio. João de Deus é um dos últimos sopros de esperança do paranaense Édson Euclides Ferreira, de 30 anos, que ficou paraplégico há dez anos, depois de um acidente de trabalho. Enquanto aguardava por sua primeira consulta, ele, assentado em uma cadeira de rodas, apertava com força um pequeno terço. "Fiquei sabendo do João de Deus por reportagem que passou na televisão. Acabei me interessando. Estou com muita esperança. Tenho fé que vou fazer uma cirurgia aqui".

A paraguaia Cintia Ovellar, coincidentemente, havia assistido à mesma reportagem, na cidade de Curuguati. Não mediu esforços para atravessar a fronteira e seguir até Abadiânia com a irmã Teresita, que sofre de câncer e clama por um milagre. "Minha irmã está com câncer hepático. Sofre há quatro meses. Estou com muita fé que ela pode melhorar. Vai dar tudo certo para ela", diz.

Estrangeiros descobrem Abadiânia depois de cura de Shirley MacLAIanE.

O grande interesse de estrangeiros por Abadiânia transformou a economia da cidade. Os donos de pousadas, hotéis, restaurantes, taxistas, agências de viagem, lan houses, lojas de roupas, souvenires e minerais, serviços de massagens, salões de beleza e até pessoas que alugam bicicletas ganham com a fama de João de Deus. "Eu não tenho nenhuma participação nos lucros destes negócios. Eu ‘mexo’ com fazenda. Sou obrigado a trabalhar para a minha sobrevivência", posiciona-se o médium.



Doentes desenganados por médicos veem tratamento espiritual como último fio de esperança. À esquerda, a paraguaia Cintia Ovellar expressa sua fé em uma tatuagem nas costas. Ela acredita que sua irmã pode ser curada de câncer hepático. Em uma das salas da Casa Dom Inácio, pessoas com dificuldade para locomover deixam muletas e outros objetos, após a cura.


Mas a invasão estrangeira na cidade aborrece alguns fiéis brasileiros, que não aceitam o tratamento prioritário para os gringos em Abadiânia. "Parece que eu não estou no Brasil. Na pousada em que estou hospedada, 80% são americanos. A minha sorte é que eu também fui confundida com americana. A gente quer comer alguma coisa em algum lugar e se assusta, pois os cardápios são em inglês ou alemão e não tem nada em português. Acho que os estrangeiros deveriam se adaptar ao nosso país, e não nós a eles", reclama a cabeleireira capixaba Iracema Binow, que saiu em uma caravana de Vitória-ES, para representar o marido que havia sido submetido a uma cirurgia espiritual. "Estava pensando em ficar mais uma semana, mas não há vagas disponíveis nas pousadas.


Todas as reservas são para os estrangeiros. Acho que eles têm preferência porque pagam em dólar e euro", desabafa. 


"Eu estava vivendo graças a uma máquina que fixada em meu rosto, forçava o ar em meus pulmões. Meus rins já tinham parado de funcionar e os médicos estavam tentando me manter confortável até meu coração parar de bater"


Norte-americana Regina Willians
Essa verdadeira Torre de Babel em que se transformou Abadiânia começou em 1991, quando o médium recebeu a visita da atriz norte-americana Shirley MacLaine, a quem teria curado um tumor no abdômen. A notícia correu o mundo e João de Deus acabou por despertar a curiosidade da rede americana de televisão ABC e até virou personagem de um documentário do canal Discovery. No Brasil, o médium já havia sido descoberto pelo produtor do programa de tema espírita "Terceira Visão", que era exibido pela TV Bandeirantes, nos anos 1980.
Em média, o preço de uma diária em uma pousada em Abadiânia é R$ 60. Não tem luxo. Geralmente o hóspede tem direito ao café da manhã, almoço e jantar. Anápolis tem boas opções para hospedagem, mas, para quem não estiver de carro próprio, a opção é pegar um táxi e desembolsar cerca de R$ 70.

Admito ter feito cirurgia espiritual em Abadiânia.
Na semana seguinte à primeira visita, voltei à Casa Dom Inácio sem avisar à administração. Como imaginava, não consegui vaga em nenhuma pousada de Abadiânia e me hospedei em Anápolis. Na manhã de quinta-feira, visitei novamente João de Deus, devidamente vestido com camiseta, moletom e chinelos brancos, comprados no dia anterior, em Belo Horizonte.

Já passavam das 8h quando o médium veio me atender. As centenas de pessoas que o esperavam na fila recebiam de suas mãos um pequeno papel com um rabisco indecifrável. Era uma receita de passiflora (cápsulas com pó de maracujá), comum a todos. Cada pote custa R$10 na farmácia da Casa Dom Inácio. A administração doa alguns potes àqueles que não têm condições de comprar o medicamento. João de Deus me recebe e pede para que eu volte à tarde. Ainda na fila, por volta das 15h, volto a sentir irritação nos olhos. O incômodo é menos intenso do que aquele que havia sentido na semana anterior. Na minha vez de ser atendido, João de Deus sorri e me indica uma sala: "É para fazer o trabalho", diz.
São menos de cinco minutos com os olhos fechados. Imediatamente após sair da área mediúnica, corro para um espelho. Não percebo nada. Fico um pouco frustrado. Na volta a Belo Horizonte, percebo que há uma regressão da doença do olho esquerdo. Não tenho mais dúvidas. Admito ter sido submetido a uma cirurgia espiritual, em Abadiânia.



REVISTA ESTAR
Março de 2011 / Ano VII | Edição  101
Por:  Ronildo Jesus -

Artigo.: João de Deus - O fenômeno que colocou Abadiânia no Mapa

CASA DOM INACIO DE LOYOLA
Maiores Informações
http://voluntarioseamigos.org/
Telefone: (0xx62) 343-1254
Avenida frontal º sn - 72940-000
Abadiânia - Goiás - Brasil
Se deseja compartilhar e divulgar estas informações, reproduza a integralidade do texto e cite o autor e a fonte. Obrigada. Hospital Espiritual do Mundo

9 comentários:

  1. Ola! Garota
    vim te desejar um dia das mulheres "Especial"
    com carinhos, mimos e muitas alegrias.
    seus posts continuam a emocionar os que aqui vem, imagine os que lá vão.
    Ah! no meu blog tem um Meme literário para vc responder caso queira, é só pegar
    Bjs no coração
    Teresa

    ResponderExcluir
  2. Parabéns a todas as mulheres deste mundo e que elas tenham mais direitos. Que excelente reportagem. Quem sabe um dia a mamis pode ir conhecer vocês aí...

    ResponderExcluir
  3. Olha eu denovo...Eu fiquei curiosa para saber quem foi a sua amiga que passou no meu blog e adotou dois gatinhos. Ela pode ir lá e dar os contatos. Queria conhecê-la e ver os gatinhos que ela adotou. E voc~e, com está? Já viu meu outro comentário de hoje?

    ResponderExcluir
  4. Que beleza de blog, amei....querida obrigada pela maravilhaaaaaaaaaaaa, vou estar sempre aqui acompanhando e vou devulgar em meu blog.
    Muita paz e que o nosso irmão maior te proteja sempre.
    Bjs cinthyascrap

    ResponderExcluir
  5. Olá, viemos agradecer o carinho de sua visita e dizer que vc é muito benvinda em nosso bloguinho, viu! Se gostar de algum mimo nosso e quiser trazer para enfeitar seu bloguxo, fique a vontade tá bom. Beijoslambis e um lindo final de semana pra ti.

    ResponderExcluir
  6. Oi Esperança,
    Muito boa essa matéria. Eu já tinha lido outras e já me impressionou muito e até já pensei em ir até lá.
    Esse João é mesmo de Deus.
    Um beijo, Iolanda Maria

    ResponderExcluir
  7. Amada irmã Iolanda Maria,

    Sua visita encheu de luz este Hospital Espiritual. Seja sempre bem-vinda! A respeito da matéria que leu o que eu poderia acrescentar? Posso dizer-lhe que nenhuma matéria por mais bem realizada que seja conseguirá expressar a luz e a energia daquele lugar sagrado. Sobre ir até lá é uma decisão muito particular que seu próprio coração lhe responderá com o tempo. Sei que cada irmão que passou pela CASA DE DOM INÁCIO DE LOYOLA teve sua experiência pessoal e única, que jamais esquecerão. É difícil prever o que cada um irá sentir naquele Hospital Espiritual do Mundo, só posso falar por mim. Que suas decisões sejam feitas no seu coração e enlaçadas na sua nobre alma como foram as minhas.

    Abraços de luz

    ResponderExcluir
  8. Please let mе know if you're looking for a author for your blog. You have some really great articles and I believe I would be a good asset. If you ever want to take some of the load off, I'd reallу lіκe tο wгite somе material for
    your blog in еxchange for a link back to mine.
    Pleasе shoot me аn e-mail if interеstеԁ.
    Regaгԁs!
    Have a look at my web page ; display fridge

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dear brother,

      I appreciate your interest and visit, but I'm not looking for an author for my blog. Stay here my sincere thanks.

      hugs light
      hope

      Prezado irmao,

      Agradeço seu interesse e visita, mas nao estou à procura de um autor para meu blog. Fica aqui meus sinceros agradecimentos.

      abraços de luz
      Esperança

      Excluir

Não se Preocupe! Os comentários aparecerão em breve.